17 de jul de 2010

Paródia do Natal sem grana ("Descaminhos")

Me perdoa essa falta de grana

Que por vezes chega a me desesperar

Queria te comprar um presente bacana

Mas não tenho nem como pagar

Eu queria ter muito dinheiro

Pra te dar um baita presentão

Muito caro, importado e de grife

Pra causar uma boa impressão

Mas a falta de grana é tamanha

E eu não posso dar nada maneiro

Me perdoa esse jeito malandro

De te dar um presente fuleiro


3 comentários: