6 de abr de 2014

Estereótipos de gênero

Hoje entreguei folhas coloridas aos meus alunos para um trabalho de artes. Peguei duas pilhas delas e, antes de entregá-las, perguntei a cada um qual delas eles preferiam: a AZUL ou a ROSA.

Para a minha agradável surpresa várias meninas preferiram a folha azul enquanto que vários meninos pediram a rosa. Todos com a maior naturalidade (como sempre deveria ser, afinal).

Lembrando que quando eu iniciei no magistério - e mesmo há alguns anos - se um menino se "atrevesse" a escolher uma folha rosa seria, certamente, ridicularizado pela maioria dos seus colegas.

Que bom que, aos poucos, os estereótipos de gênero estão desaparecendo!

1 de abr de 2014

PROFESSORA ATEIA, ALUNOS CRENTES


Olha que interessante: crianças católicas, umbandistas, evangélicas...tendo aulas de RELIGIÃO com uma professora ateia!

Mas como a essência do caráter é baseada no amor, na tolerância, no respeito...e isso independe da fé, as conclusões a que ESSAS crianças chegaram, com a orientação DESSA professora, foram ótimas.

Algumas dessas conclusões:
"Esse negócio de ter preconceito com os diferentes de nós está muito errado, afinal Deus fez as pessoas diferentes umas das outras!"

"Todos devem ter os mesmos direitos:negros, brancos, índios, homens, mulheres, pobres, ricos, gente com religião e sem religião. Mas na prática isso não acontece porque algumas pessoas se acham melhores do que as outras."

"As pessoas precisam ser mais gentis umas com as outras, ajudar quando precisam, saber ouvir, entender...gostamos quando são gentis com a gente!"